Sempre nos preocupamos em deixar a criança preparada para receber a vacina, sem passar por qualquer tipo de trauma, mas quase nunca pensamos no depois. O que deve ou não ser feito para amenizar possíveis dores e inchaços? A vacina dá reação? O que fazer quando isso acontecer?

Para aliviar os principais efeitos colaterais das vacinas, que podem surgir até 48 horas após a aplicação, deve-se colocar uma pedrinha de gelo no local da injeção. Lembrando que gelo queima, então é necessário colocar em um plástico e envolvê-lo em uma toalha para evitar o contato direto.

Efeitos como febre e vermelhidão em crianças, tendem a desaparecer em até três dias. Essas reações geralmente adversas manifestam-se no local da injeção devido à picada da agulha.

Outras alterações como cansaço, febre e dor de cabeça podem surgir com a produção de anticorpos. Tudo isto é normal e passa em poucos dias. Para diminuir os sintomas dos efeitos colaterais causados pela vacina:

  • Vermelhidão, inchaço e dor no local: aplicar gelo no local da vacina com uma fralda de algodão durante 15 minutos, pelo menos três vezes ao dia até os sintomas desaparecerem totalmente.
  • Febre ou dor de cabeça: é essencial diminuir a febre da criança ou a dor de cabeça que pode ocorrer com a aplicação. Para isso, os pediatras receitam antitérmico e analgésico. No entanto, é importante seguir a dose indicada pelo médico, pois varia com o peso da criança ou mesmo o estilo do remédio, se xarope, supositório ou comprimido.
  • Indisposição e cansaço: é normal sentir mal estar, cansaço ou sonolência, além de alterações gastrointestinais como enjoos, diarreia ou falta de apetite. Para aliviar este mal estar é preciso comer alimentos mais leves como, sopa de legumes ou fruta cozida, ou dar ao bebê pequenas quantidades de leite ou alimentos moles para evitar a indisposição. Também é importante dormir bem nos primeiros três dias após a vacina.