Muitos pais têm decidido não vacinar os seus filhos, causando muitos problemas não só para a própria criança,  que deixa de ser imunizada, mas também para as outras crianças. Além de ficar exposto aos vírus, a falta de vacinação traz de volta doenças erradicadas no país, após anos de campanhas de vacinação.

Os recentes surtos de doenças até então controladas no Brasil como, por exemplo, o sarampo e a coqueluche, são reflexos da falta de vacinação infantil. Não levar a criança para tomar doses de reforço contra poliomielite, também pode acarretar problemas futuros.

Todas as crianças devem vacinadas conforme o calendário de vacinação, desde o nascimento até os 5 anos de idade.. Com as vacinas em dia, é possível protegê-las de doenças graves, que podem até colocar suas vidas em risco.

As vacinas são seguras e não apresentam reações às crianças. Possíveis irritações e a dor no local da picada ou uma eventual febre moderada são sintomas normais.  Correspondem a uma resposta positiva do organismo para os efeitos da imunização.

As vacinas listadas no calendário básico de saúde infantil conseguem proteger as crianças de mais de 15 doenças, tais como, a tuberculose, a hepatite B, a difteria, o tétano, a coqueluche, a pólio, o sarampo, a caxumba e também a rubéola. Crianças de até 6 anos devem ser vacinadas sempre nas datas indicadas.

Vacinas que todas as crianças devem tomar

  • Ao nascer: BCG ID e Hepatite
  • Dois meses: Hepatite B, Tríplice bacteriana, Haemophilus influenzae tipo B, Poliomielite, Rotavirus e Pneumocócica conjugada
  • Três meses: Meningocócica
  • Quatro meses: Tríplice bacteriana, Haemophilus influenzae tipo B, Poliomielite e Pneumocócica conjugada
  • Cinco meses: Meningocócica
  • Seis meses: Hepatite B, Tríplice bacteriana, Haemophilus influenzae tipo B, Poliomelite, Pneumocócica conjugada, Influenza e Poliomielite oral (só nas campanhas nacionais de vacinação)
  • Nove meses: Febre amarela
  • Doze meses: Pneumocócica conjugada, Meningocócica conjugada, Hepatite A, Tríplice viral e Varicela
  • Quinze meses: Tríplice bacteriana, Haemophilus influenzae tipo B, Poliomielite, Tríplice viral e Varicela
  • Dezoito meses: Hepatite A
  • Quatro anos: Tríplice bacteriana, Poliomielite e Febre amarela
  • Cinco anos: Meningocócica conjugada
  • Nove anos: HPV