Essenciais para a vida e para o bom desenvolvimento do sistema imunológico, as vacinas estão presentes desde o nascimento até a vida adulta.

Mesmo com a ampla divulgação, muitas incertezas e mitos surgem sobre o assunto. O calendário de vacinação contempla os prematuros, crianças de 0 a 10 anos, adolescentes de 11 a 19 anos, homens e mulheres de 20 a 59 anos, além dos idosos (pessoas acima de 60 anos).

Com administração injetável ou via oral, cada vacina tem a sua indicação e modo de ação. Atualmente, as vacinas orais são a Pólio e a Rotavírus. Todas as outras são aplicadas de forma injetável. “A única diferença entre as aplicações é o modo de absorção pelo organismo”.

As reações adversas podem sem divididas em dois grupos: as locais e as sistêmicas. Muitas incertezas surgem quando se fala de vacinação.

As pessoas não são imunizadas, pois ficam preocupadas com os possíveis efeitos colaterais, porém não devemos esquecer que esses efeitos ocasionados pelas vacinas não são mais importantes do que as doenças que elas previnem. A vacinação é muito importante.